Manifestantes detidos em ato contra tarifa são liberados

Os cinco manifestantes detidos em mais um ato contra o aumento da tarifa do transporte público em São Paulo, ocorrido nesta terça-feira (19), foram liberados.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), dois dos rapazes detidos carregavam um martelo e um estilingue. Os outros três eram suspeitos de atear fogo em lixeiras pelo centro.

A Polícia Militar encaminhou os manifestantes para  o 14º Distrito Policial (Pinheiros), onde foram registrados um termo circunstanciado e uma ocorrência de apreensão de objetos.

O protesto

Organizado pelo Movimento Passe Livre (MPL), o protesto se dividiu em dois grupos na tarde de terça-feira. Um seguiu em direção à prefeitura (Centro) e o outro, ao Palácio dos Bandeirantes (Morumbi, zona sul).

Uma agência bancária chegou a ser depredada, além de manifestantes atearem fogo em lixeiras na Rua Sete de Abril.

O MPL anunciou que o próximo ato está marcado para quinta-feira (21), com concentração no Terminal Parque D. Pedro, às 17h.

Lucas Sarti

Advertisements

PM detém trio após roubo a posto de gasolina em Guarulhos

 

Três homens foram presos na noite de domingo (17) suspeitos de roubarem um posto de gasolina e uma loja, em Guarulhos, na Grande São Paulo. O dinheiro foi recuperado.

Após denúncia de que os criminosos estavam em um Corsa azul, fugindo em direção à comunidade Hatsuta (também em Guarulhos), a Polícia Militar fez um cerco na região.

Em seguida, o trio foi flagrado parando o carro em um posto de gasolina para abastecer. Dentro do veículo, os policias acharam 125 reais.

Um dos suspeitos, de 19 anos, confessou a participação nos dois assaltos e que usava um simulacro de pistola. Segundo o rapaz, a arma falsa foi jogada no telhado de sua casa logo após o crime.

Os outros dois, um de também 19 e outro com 29, negaram o crime. Mas as vítimas, enquanto prestavam depoimentos, reconheceram o grupo.

O trio foi preso e encaminhado para o 1° Distrito Policial de Guarulhos. O caso foi registrado como roubo de estabelecimento.

Polícia Militar detém adolescente por roubar pizzaria no interior

Um adolescente foi detido depois de roubar uma pizzaria na noite de sábado (16), no centro de Pitangueiras – a 387 quilômetros de São Paulo.

A Polícia Militar apreendeu o suspeito em casa. No local, foram encontrados um revólver calibre 38 e a bicicleta usada durante a fuga.

A polícia também apreendeu dois celulares, 524 reais, uma carteira com documentos e um relógio de pulso.

Os objetos foram devolvidos para as vítimas, após perícia junto ao Instituto de Criminalística (IC).

O caso foi registrado como ato infracional na Delegacia de Pitangueiras.

Adolescentes são estupradas em “rolezinho” no Parque Ibirapuera

Duas adolescentes foram estupradas no final da tarde de domingo (17) durante um “rolezinho”, evento organizado por jovens em rede social, no Parque Ibirapuera, na zona sul da Capital.

Uma das jovens, de 16 anos, falou que foi ao local se encontrar com a amiga. A outra vítima não teve a idade revelada pela polícia. Segunda a delegada do 27º Distrito Policial (Campo Belo), as garotas disseram que conheceram os estupradores durante o evento, mas não tinham muitas informações sobre eles.

Cerca de 10 mil jovens participaram do “rolezinho”, de acordo com a Guarda Civil Metropolitana (GCM). Testemunhas afirmaram que boa parte dos adolescentes consumia bebida alcoólica no evento.

A polícia registrou mais duas ocorrências dentro do parque no domingo: um caso de roubo e outro de dano a um carro da GCM.

A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, que administra o parque, afirmou que equipes de segurança e da administração são orientadas a abordar os frequentadores, a fim de esclarecerem que é proibido a venda e o consumo de bebidas alcoólicas.

Lucas Sarti, com colaboração de Leonardo Amorim

Suspeitos explodem caixa eletrônico no Estádio do Morumbi

 

Suspeitos explodiram na madrugada desta quinta-feira (14) um caixa eletrônico dentro do Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, na zona sul de São Paulo. Ninguém foi preso.

A ação aconteceu por volta das 5 horas. Os terminais danificados ficam próximos a entrada do portão 7 do estádio. Não há informações sobre o valor levado pelos criminosos, que fugiram.

Uma base da Polícia Militar fica a 500 metros do local do ataque. Foram apreendidas algumas notas de dinheiro caídas no chão e uma barra de ferro. A Polícia Civil investiga o caso.

Lucas Sarti

Terceiro ato contra tarifas em SP acaba de maneira pacífica

Aproximadamente 40 pessoas participaram do terceiro protesto contra o aumento da tarifa do transporte em São Paulo, por volta das 7 horas desta quarta-feira (13). Segunda a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), o ato foi pacífico.

Os manifestantes se concentraram em frente ao terminal de ônibus Butantã, na zona oeste da Capital, ocupando duas faixas da Avenida Vital Brasil. Em seguida, eles seguiram em direção à Avenida Brigadeiro Faria Lima, onde houve bloqueio parcial da via. Este foi o primeiro protesto pacífico desde o início dos atos.

O segundo protesto contra o aumento das tarifas, ocorrido no final da tarde de terça-feira (12), ficou marcado por muita confusão. Ao menos oito pessoas foram detidas. E, segundo os integrantes do Movimento Passe Livre (MPL), 28 pessoas ficaram feridas. Os participantes do protesto relataram violência por parte da Polícia Militar.

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou que a PM teve que usar a força porque os manifestantes investiram contra os policiais, tentando furar o bloqueio combinado previamente.

Lucas Sarti, com colaboração de Leonardo Amorim

 

 

Manifestação contra tarifa termina em confrontos em SP

O segundo ato contra o aumento das tarifas do transporte público terminou com muita confusão e confrontos com a polícia, na noite desta terça-feira (12). Duas pessoas foram detidas com artefatos explosivos, segundo a Polícia Militar.

O tumulto começou após a PM bloquear a Avenida Paulista e impedir que os manifestantes avançassem para a Avenida Rebouças. A polícia queria que eles seguissem pela Rua da Consolação, pois não haviam informado a rota com antecedência. O ato foi convocado pelo Movimento Passe Livre (MPL).

A PM, então, lançou bombas de gás, provocando correria entre os grupos. Entre o empurra-empurra, dois suspeitos (um adolescente e um homem) foram flagrados com materiais explosivos. A dupla foi encaminhada para o 78º Distrito Policial (Jardins). Até o começo da noite de terça, quatro pessoas ficaram feridas.

O MPL marcou para esta quinta-feira (14) o próximo protesto contra a tarifa. O movimento se reunirá em dois locais, desta vez: em frente ao Teatro Municipal, no Centro, e no Largo da Batata, em Pinheiros.